Igreja Adventista do Sétimo Dia de Americanópolis

O Dia do Amanhã

O ser humano adora festas. Independente da data, Natal, Ano Novo, Carnaval, sendo feriado (e ainda por cima numa quinta-feira) já se tem motivos para festejar, mesmo no dia de Finados!

Talvez devêssemos criar mais uma data comemorativa. Essa sim, mais do que qualquer outra, resumiria perfeitamente a essência do homem. Mas como vamos chamá-la? Pode ser o “Dia do adiamento”, ou o “Dia do deixa pra depois”, ou ainda o “Dia do amanhã”. Tudo isso porque entre todas as características do homem, uma das mais notáveis é a de adiar as coisas. (eu mesmo entreguei esse artigo meses depois do combinado…) Esse é o nosso grande problema: sempre adiamos o trabalhoso e queremos antecipar a recompensa.

Jesus Cristo, num momento de intenso sofrimento, também se sentiu assim. No Jardim do Getsêmani, ao caírem sobre Ele todos os pecados do mundo, chegou a dizer: “…Pai, se possível, afasta de mim esse cálice!…” (Mateus 26:39) Nem Ele queria passar por tudo aquilo! Em outra ocasião, o Mestre enfrentou a maior de todas as tentações aqui na Terra: a de antecipar a recompensa. Pregado na cruz, desmoralizado, começou a ouvir ofensas e o mais tentador dos desafios: “Salva-te a ti mesmo, descendo da cruz!” (Lucas 15:30). Jesus podia fazê-lo, porém, resistiu. Não queria apenas se salvar, mas salvar a você também.

Quantos de nós já não enfrentamos essas duas situações ? Quantas vezes fomos tentados a adiar o sofrimento, como Jesus no jardim, ou a antecipar uma recompensa, como Ele na cruz? Talvez você queira saber então como Jesus reagiu nesses dois casos: “Tornando a retirar-se, orou de novo, dizendo: Meu Pai, se não é possível passar de mim esse cálice sem que eu beba, faça-se a Tua vontade.” (Mateus 26:42) E na cruz: “Contudo, Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem…” (Lucas 23:34). Que incrível lição!

Ali, no Getsêmani, Jesus mostrou que por mais dolorosa que seja a missão, tem que ser cumprida na hora certa, e sem um minuto a mais de espera. No calvário, ensinou que ainda não era hora de mostrar Sua onipotência, adiando assim, o momento do Seu triunfo.
Se há algo que o cristão pode adiar, é a recompensa: “…Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem ao amanhecer.” (Salmos 30:5). O que não deve ser adiado, é a nossa entrega a Deus: “Buscai, pois, em primeiro lugar o Seu reino e a Sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas.”. Assim, nosso calendário estará em dia: amanhã, a recompensa. Hoje, a entrega…

por Fábio Paradela

Um pouco da Palavra

“Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão.”
(Salmo 84:11)